Scroll to top

CERTIFICAÇÃO

POLÍTICA DE GESTÃO

O território Açoriano tem uma multiplicidade de recursos naturais, históricos e culturais que o tornam único.

Há mais de duas décadas que têm sido privilegiadas iniciativas que conduzem à sua proteção e preservação, o que tem levado ao desenvolvimento contínuo de políticas de sustentabilidade:

    • Conservação da natureza e proteção da biodiversidade
    • Produção e gestão da energia
    • Gestão e fiscalização do ruído, da qualidade do ar, dos resíduos e da água
    • Ações de promoção e educação ambiental
    • Valorização dos produtos autóctones, do património e da cultura açoriana

Quase 25% do território do Arquipélago é classificado como Área Protegida, gerida pelos Parques Naturais em cada ilha.

ÁREAS DE CERTIFICAÇÃO CHAVE (KPA)

Proteção + Gestão

Eficiência energética

Eficiência energética

Gases com efeito de estufa

Gases com efeito de estufa

Qualidade do ar e poluição luminosa e sonora

Qualidade do ar e poluição luminosa e sonora

Água potável

Água potável

Águas residuais e esgotos

Águas residuais e esgotos

Ecossistema e biodiversidade

Ecossistema e biodiversidade

Transportes

Transportes

Ordenamento do território

Ordenamento do território

Substâncias nocivas para o ambiente

Substâncias nocivas para o ambiente

Resíduos sólidos

Resíduos sólidos

Sociedade e cultura

Sociedade e cultura

Economia

Economia

AÇORES DMO

Estrutura de Gestão da Sustentabilidade do Destino Turístico Açores

Criada em 2018, é a entidade responsável pela gestão da sustentabilidade do destino na dependência do órgão do Governo Regional com competência no turismo.

Fica assente o compromisso de garantir que o desenvolvimento do destino é suportado nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável no contexto da Agenda 2030 e é aplicável a todas as iniciativas e ações do turismo dos Açores, bem como da DMO e seus colaboradores.

As iniciativas da Açores DMO serão coordenadas com a população, com membros do setor privado e do setor público, quer municipal, quer de vários departamentos do Governo Regional, bem como com Associações e ONG´s.

DMO Açores

APRESENTAÇÃO

Planear, organizar, concretizar e supervisionar o processo de certificação do Destino Turístico Sustentável, seguindo os critérios da EarthCheck, membro certificado pelo Global Sustainable Tourism Council, tendo por base os princípios orientadores da UNWTO e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Consultar, envolver e sensibilizar as comunidades locais, os parceiros e os agentes económicos da cadeia de valor do turismo nas tomadas de decisão relacionadas com a gestão do desenvolvimento sustentável do destino Açores.

Conjunto de 11 compromissos sustentáveis e 51 ações, devidamente articulados com as várias secretarias regionais do Governo dos Açores.

Identificação do atual e potencial nível de risco de situações, planeadas, acidentais ou de emergência, naturais ou antrópicas, relacionadas com o âmbito de atuação do destino Açores.

ENTIDADES ENVOLVIDAS

Acompanhamento + Desenvolvimento + Promoção

logo-gstc

GLOBAL SUSTAINABLE TOURISM COUNCIL

Órgão internacional que define os parâmetros do desenvolvimento sustentável do turismo.

logo-earthcheck

EARTH CHECK

Órgão certificado pela GSTC para acreditar destinos turísticos.

CCSDTA - Comité Consultivo para a Sustentabilidade do Destino Turístico Açores

Entidade com o objetivo de acompanhar, emitir pareceres e fazer recomendações sobre o processo de certificação dos Açores, acompanhar a atividade do DMO e a implementação do PEMTA.

GASDTA - Grupo de Acompanhamento da Sustentabilidade do Destino Turístico Açores

Constituído por entidades públicas, com o objetivo de operacionalizar a concretização das medidas e ações destinadas ao cumprimento dos requisitos e metas da certificação.

FASDTA - Fóruns de Acompanhamento da Sustentabilidade do Destino Turístico Açores

Constituídos por entidades representativas dos interesses locais, na figura dos Green Teams (em cada uma das nove ilhas) e encontros para a comunidade, parceiros e agentes económicos.

PROCESSO

Fases da certificação

01.

Iniciar o processo

Registo

02.

Assumir uma missão

Compromisso

  • Estabelecer equipa
  • Envolver stakeholders
  • Desenvolver, adotar e promover uma Política de Sustentabilidade Ambiental e Social

03.

Analisar a performance

Avaliação

  • Acesso a informação em tempo real
  • Identificação de pontos críticos
  • Priorização de iniciativas
  • Relatório de performance

04.

Atingir o bronze

Conquista

  • Conquista do primeiro nível – Certificação Bronze
  • Celebração com os stakeholders
  • Partilha de resultados

05.

Gerir e comunicar o processo

Certificação

  • Identificação e gestão de riscos
  • Reforço de processos
  • Desenvolvimento de plano de ação com objetivos
  • Criação de iniciativas apelativas
  • Desenvolvimento de plano de comunicação
  • Envolvimento de stakeholders externos
  • Demonstração de transparência

06.

Verificar compromissos

Auditoria

  • Avaliação independente, experiente e credível para verificar compromissos estabelecidos.

07.

Cumprir a jornada

Êxito

  • Celebração dos resultados atingidos

1-4 anos | Certificação Prata

5-9 anos | Certificação Ouro

10-14 anos | Certificação Platina

+15 anos | Certificação Master

08.

Atualizar o processo

Renovação

  • Renovação a cada 12 meses