Scroll to top

Mais de mil passageiros da SATA aderiram ao programa de compensação de emissões de carbono

Mais de mil passageiros do grupo SATA já aderiram ao programa de compensação voluntária de emissões de carbono da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), anunciou a transportadora aérea açoriana.

O programa de Compensação Voluntária de Carbono na SATA Azores Airlines foi lançado a 21 de março (Dia da Árvore) e é promovido pela IATA, que tem contribuído para levar a cabo iniciativas com impacto na compensação das emissões de carbono, ao mesmo tempo que reforça o desenvolvimento de projetos sustentáveis, implementados em diferentes regiões do planeta.

Através deste programa, os passageiros do grupo SATA podem optar por apoiar um projeto, certificado pela IATA, através de uma contribuição voluntária.

Segundo a SATA, nesta primeira fase, as companhias aéreas do grupo SATA elegeram o projeto “Ecofiltro Guatemala Improved Stoves and Water Purification”.

Em parceria com a ClimateCare e a Natural Capital Partners, este projeto contribui para “a redução de até 200.000 toneladas de emissões de CO2 por ano”, segundo a transportadora aérea.

O projeto está ainda “a contribuir para melhorar as condições de saúde das famílias rurais da Guatemala, ao fornecer fogões de alta qualidade para substituir as tradicionais e ineficientes fogueiras usadas para cozinhar, e ao disponibilizar também equipamentos de purificação de água de alta qualidade (ecofiltros) que aumentam o acesso à água potável”, acrescenta.

A companhia aérea informa ainda que “foi ultrapassada a marca de mais de 1.000 passageiros que efetuaram a compensação voluntária das emissões de carbono produzidas pela sua viagem com a SATA Azores Airlines”.

“É uma boa notícia e um excelente começo, que só pode motivar um agradecimento a todos os passageiros que, voluntariamente, aderiram à causa, contribuindo para o programa de compensação de carbono da IATA, ao qual se associaram as companhias aéreas do grupo SATA”.

A SATA sublinha ainda que, com a adesão a este programa de compensação de carbono da IATA, o grupo “deu um passo suplementar na consolidação da estratégia de sustentabilidade” que pretende implementar “nos próximos anos”.

Além da renovação de frota da Azores Airlines, que “merece destaque por ser aquele que permite um volume mais significativo de redução nas emissões de CO2 produzidas”, a companhia aérea assinala que “outros processos decorrem em simultâneo e em várias áreas das empresas do grupo”.

Fonte: Açoriano Oriental

Publicar um comentário