Scroll to top

COMO CONTRIBUIR?

Cada um de nós pode contribuir para alterar realidades

GESTOS QUE FAZEM A DIFERENÇA

O nosso dia-a-dia está repleto de escolhas que podem influenciar o futuro do nosso planeta. Podemos e devemos adotar uma postura mais consciente e responsável, quebrando o ciclo negativo e lutando por um horizonte mais sustentável.

reciclar-plastico
poupar-eletricidade
reciclar-papel
poupar-agua
PLÁSTICO
  • Rejeite palhinhas e outros descartáveis, como palhetas para mexer o café́ ou copos e garrafas de água. Opte por uma garrafa duradoura que vai enchendo nos bebedouros ou cafés e transporte consigo talheres.
  • Opte por sacos de pano e utilize-os sempre, seja para transportar as compras, seja para pesar a fruta e os legumes.
  • Prefira a venda a granel, para evitar as embalagens.
PAPEL
  • Por princípio, não imprima nada. Se tiver mesmo de fazê-lo, use as duas faces da folha.
  • Quando não puder reutilizar mais o papel, coloque-o no ecoponto azul.
  • Não use copos de papel para o café́. Como têm um forro de plástico quase invisível não podem ser reciclados.
  • Não embrulhe presentes ou então reutilize o mesmo papel em várias ocasiões. A maior parte do papel de embrulho, por conter plástico e películas metalizadas, entre outros, não pode ser reciclado.
ELETRICIDADE
  • Não deixe nenhum eletrodoméstico com a luz vermelha acesa
  • Depois de carregar os seus aparelhos eletrónicos, tire a ficha da tomada; se assim não for, continuará a consumir eletricidade.
ÁGUA
  • Desligue a torneira enquanto escova os dentes. Uma torneira aberta representa um desperdício de seis litros de água por minuto.
  • Tome um duche rápido e desligue a torneira sempre que se ensaboa ou lava a cabeça.
  • Enquanto a água do banho aquece, ponha um balde debaixo da torneira. Depois, use-a para despejar a retrete ou regar as plantas.
  • Se não tiver um autoclismo de dupla descarga, use uma garrafa de litro e meio para ocupar espaço na cisterna, que assim puxará menos água.
ALIMENTAÇÃO
  • Reduza a quantidade de carne que come, mudando para uma dieta mais verde, baseada em legumes.
  • Compre produtos locais, frescos e da época, de preferência no comércio tradicional.
  • Não compre mais do que precisa, nem cozinhe grandes quantidades, para evitar o desperdício alimentar.
  • Evite produtos processados e embalados.
  • Se possível consuma produtos biológicos.
ROUPA
  • Escolha roupa sem fibras, como poliésteres. Quando é lavado, este tipo de peças larga microplásticos que acabam no mar e representam um enorme problema ambiental. Para evitá-lo, compre um saco para proteger a roupa sintética no momento da lavagem.
  • Encha bem o tambor da máquina, ponha a temperatura o mais baixo possível e não use máquina de secar.
  • Da próxima vez que for às compras, pergunte-se se precisa mesmo de mais uma peça lá em casa. Se a resposta for “sim”, espreite uma loja ou feira de roupa em segunda mão.
  • Reutilize a roupa que já não quer, transformando-a em outras peças, dando a quem mais precisa ou reciclando-a.
TRANSPORTES
  • Sempre que conseguir, pare o carro e faça o percurso a pé́ ou de bicicleta.
  • Se o trajeto for longo para caminhar ou pedalar, então equacione os transportes públicos, mais eficazes porque utilizam menos energia por pessoa.
  • Se o carro for inevitável, pelo menos não acelere, ligue o ar condicionado apenas quando vai a maior velocidade, e retire a tralha que lá tem dentro.
  • Da próxima vez que estiver à porta do elevador opte pelas escadas. E convença os outros a irem consigo.
LIXO
  • Para que não entre em sua casa algo desnecessário, não aceite compulsivamente tudo aquilo que se lhe atravessa no caminho, mesmo que seja gratuito.
  • Pense no que realmente lhe faz falta, para reduzir o seu consumo.
  • Não deite para o lixo o que acha que já não quer – doe a quem possa ser útil.
  • Dê uma vida mais longa a tudo o que não consegue recusar ou reduzir, optando por artigos com preocupações ambientais.
  • É importante saber reciclar, colocando os resíduos inevitáveis nos ecopontos corretos. Para ocuparem menos espaço espalme-os o mais possível e no caso do papel desfaça as caixas e corte-as em pedaços mais pequenos.
CASA-DE-BANHO
  • Deixe de usar champôs a amaciadores em frasco: de cada vez que eles acabam, é mais um resíduo plástico que se acumula no lixo. Passe para a versão sólida, sem embalagem.
  • Use desodorizantes ecológicos, desde a pedra de alúmen a desodorizantes sem embalagem ou em tubos de cartão compostável.
  • Troque as escovas de plástico pelas de bambu, as pastas de dentes tradicionais pelas sólidas e os cotonetes pelas suas versões ecológicas (algodão, bambu, madeira).